2ª Semana Nacional de Arte Espírita mobilizou a Grande Florianópolis

A “2ª Semana Nacional de Arte Espírita” mobilizou todo o país e não poderia ser diferente em Florianópolis. Durante nove dias, entre 30 de setembro e 8 de outubro, casas espíritas de nossa região receberam apresentações artísticas em seus horários de palestras, levando ao público a mensagem da Doutrina Espírita por intermédio da música, do teatro, da poesia, da dança.

A abertura do evento, em Florianópolis, ocorreu no sábado (30/9), com apresentação da peça “Libertação”, na Associação Espírita Fé e Caridade. Essa apresentação também integrou a programação de comemorações dos 30 anos do NEA, iniciada em julho último, com o “EncontrAr-te” especial, que resgatou o antigo Coro. “Libertação” foi uma de nossas primeiras produções teatrais. E o auditório da Associação Espírita Fé e Caridade não poderia ser melhor opção para esse momento comemorativo, afinal, por mais de 25 anos essa casa cedeu seu espaço para que o NEA desenvolvesse seu trabalho. Com texto de Maurício Soares, a peça teve a atuação de Rogério Silva e Edson Vieira (que fizeram o elenco original) e ainda Vivian Françosi. Rafael Cabral fez a trilha sonora ao vivo e Rodrigo Souza, a iluminação.

A “2ª Semana Nacional de Arte Espírita” continuou no domingo (1º/10), em nossa sede, com a participação de Pedro Henrique, no violão clássico, e Riccieri Palludo, no violoncelo. Música erudita da melhor qualidade trouxeram harmonia à Sala Victorien Sardou, transformando o fim de tarde num agradável momento de paz e reflexão.

Na segunda-feira (2), Paulo Tazzo e Paty Berto apresentaram-se no Grupo Espírita A Caminho da Luz, em Biguaçu. Expondo o tema “Fé e Esperança”, o dueto interpretou várias músicas do repertório espírita nacional, em arranjos de beleza e espiritualidade.

Na terça-feira (3), Célio Beto (voz e violão), Júlia Martins (vocal) e Felipe Wagner (Flauta) apresentaram-se no Centro Espírita A Caminho do Divino Mestre, em São José. Beto desenvolveu o tema “Música Espírita: Ética e Responsabilidade”, entremeados com várias canções de sua autoria.

Na quarta-feira, a dupla Simone e Crema fez palestra musicada no Centro Espirita Manuel Francisco da Luz, em Capoeiras, sobre o tema “Valorização da Vida”. Na oportunidade, a dupla interpretou canções do repertório espírita nacional.

A programação da “2ª Semana Nacional de Arte Espírita” continuou na quinta-feira (5), na Sociedade Espírita Amigos da Fraternidade, no bairro Carianos, com a apresentação da Trupe dos Clowneanos, do NEA, que encenou “A incrível história da mediunidade”. No dia seguinte (sexta-feira, 6), o Grupo de Teatro do NEA apresentou novamente “Libertação”, desta vez no Centro Espírita Bezerra de Menezes, em Palhoça. No sábado (7), o Coro NEA 30 Anos apresentou-se no Centro Espírita Amor e Humildade do Apóstolo, interpretando as músicas “Livre” (James Morotta), “Nunca Esmoreças” (Maria Dolores/Luiz Pedro Silva Paulo), “Cantiga de Paz” (Dolores Duran), “Jesus Contigo” (Auta de Souza/Luiz Pedro Silva Paulo) e “Servos fiéis” (André Luiz/Marielza Tiscate). As músicas foram contextualizadas em palestra realizada por Rogério Silva.

O encerramento da “2ª Semana Nacional de Arte Espírita” em Florianópolis, foi realizado no auditório de nossa nova sede. Não foi ainda a inauguração do espaço, afinal o mesmo não está pronto, mas apenas um teste para experimentação. E o resultado foi muito positivo, revelando “uma acústica muito boa”, como comentou nosso amigo Pedro Henrique, um dos convidados presentes ao Sarau. Além da participação de Pedro, que executou peças clássicas e acompanhou outros participantes em suas performances, a noite de encerramento da “2ª Semana Nacional de Arte Espírita” contou com apresentação do Grupo de Dança do NEA, formado por Vivian Françosi e Maico Guibson, com a coreografia “Interior”, que tem por base as músicas “A quem partiu”, de Clésio Tapety, e “O Chamado” de Anderson Silveira, do Grupo Evangelizar é Amar. Rafael Cabral também subiu ao palco e, num belíssimo improviso com Pedro Henrique, interpretou a canção “Filho Pródigo”, de Junior Vidal. Rogério Silva declamou “Cantiga de Paz”, de Dolores Duran, seguida da interpretação da música, juntamente com Rafael e Vivian. Na sequência, o trio foi reformulado, com a saída de Rogério e sua substituição por Thainá Coimbra, para interpretação da música “Me curar de mim”, de Flaira Ferro. O sarau teve ainda poesia declamada por Rodrigo Souza, com acompanhamento, ao violão de Pedro Henrique. Após as apresentações, os convidados foram recepcionados com um coquetel na Sala Victorien Sardou.

 

Além de apresentações artísticas, a Semana também teve um seminário sobre Arte Espírita realizado no sábado (7) à tarde, na sede da Federação Espírita Catarinense.

Promovida pela Associação Brasileira de Artistas Espíritas (Abrarte), a “2ª Semana Nacional de Arte Espírita” foi realizada em mais de 100 cidades de 23 unidades federativas do país (22 Estados mais o Distrito Federal). O objetivo foi promover uma ampla divulgação à sociedade de um movimento artístico espírita de qualidade, proporcionando o congraçamento de todos os artistas espíritas brasileiros compromissados com a causa do Espiritismo, e comemorar os 10 anos de fundação da Abrarte.

Acompanhe alguns vídeos de apresentações pelo Brasil afora, inclusive as ocorridas em nossa região, clicando aqui. Você também pode conferir fotos do evento em nosso Estado clicando aqui.