Inaugurada a sede própria do NEA

No último dia 13 de maio, quando comemorou seus 30 anos de fundação, o Núcleo Espírita de Artes inaugurou sua sede própria, localizada na Rua Dr. Cid Gonzaga, nº 69, ao lado do espaço que utiliza atualmente e ao qual se integra. A solenidade contou com a presença da presidente da Federação Espírita Catarinense, Esther Fregossi, do presidente da 1ª União Regional Espírita, Sérgio Almeida, do presidente da Associação Brasileira da Artistas Espíritas (Abrarte), Edmundo Cézar, familiares de Altina Quadros, do presidente do Centro Espírita Adolfo Bezerra de Menezes, da Agronômica, além de antigos participantes e colaboradores do NEA e convidados.

A cerimônia de inauguração do novo auditório – nomeado Teatro Altina Quadros –  teve várias atrações artísticas, que lembraram os trabalhos desenvolvidos pelo NEA na área da música, do teatro e da dança. Em sua fala, a presidente da FEC destacou que Santa Catarina tem contribuído com o movimento espírita nacional em várias áreas, citando o trabalho de Osvaldo Melo como secretário da histórica reunião do Pacto Áureo, além de projetos gerados em nosso Estado e que foram implantados em todo o país, como o estudo sistematizado da mediunidade. Nesse contexto, Esther destacou a iniciativa do NEA de reunir e integrar trabalhadores espíritas da arte de várias cidades e Estados brasileiros, e que acabou culminando com a fundação da Abrarte.

O presidente da 1ª URE, por sua vez, ressaltou a importância do trabalho artístico comprometido com a Doutrina Espírita, que oferta ao público a mensagem consoladora do Cristo. Edmundo Cezar falou do trabalho desenvolvido pela Abrarte e pelos artistas espíritas em todo o país, incentivando os neanos à intensificação do seu trabalho, a partir de agora, com as disponibilidades do novo espaço. E Sirlei Coimbra, filha de Altina Quadros, discorreu sobre a vida desta seareira que foi fundadora e presidente do Centro Espírita Fé, Esperança e Caridade de Jesus, na capital.

Durante a cerimônia, o NEA fez duas homenagens especiais, com entrega de placa de agradecimento: uma à Associação Espírita Fé e Caridade, pela parceria demonstrada ao longo de 26 anos em apoio ao desenvolvimento das atividades do NEA; e outra a Maurício Felisbino da Silva, como reconhecimento aos relevantes serviços prestados na construção da sede própria.

Além do novo Teatro, o NEA também inaugurou a “Galeria de Presidentes”, na recepção da sede atual, com a exposição de quadros com fotos de todos os presidentes. O espaço é uma forma de homenagear aqueles que estiveram à frente da instituição prestando sua contribuição para que ela chegasse até onde chegou.

Ao fim da cerimonia todo o público presente foi recepcionado com um coquetel de confraternizaçao, com direito ao tradicional “Parabéns pra você” e bolo de aniversário.

 

Apresentações artísticas relembram antigos trabalhos

As apresentações artísticas, durante a cerimônia, relembraram um pouco da história do NEA. Na abertura do evento, Lucianne Barreto declamou a poesia “Nova Luz”, e Rafael Cabral interpretou a canção de mesmo nome, resgatando trecho da palestra cênico-musical “Jesus, ontem, hoje e sempre”, em momento de alta vibração espiritual e que serviu de prece inicial.

Vivian Françosi e Maico Guibson apresentaram a primeira coreografia desenvolvida pelo Grupo de Dança, “Circo Alegria”.

O Coro NEA 30 Anos, sob a regência de Rosa Blota Marques, e que contou com a presença de vários ex-participantes do NEA, relembrou o período áureo do primeiro Coral da instituição, interpretando as canções “Sabiá”, “Servos Fiéis” e “Jesus Contigo”, esta última, inclusive, regida por Maurício Soares, primeiro presidente do NEA.

Rogério Silva e a Trupe dos Clowneanos (Gabriel Nunes, Gustavo Henrique, Luis Bastos, Indianara Constantino, Renata Amorim e Luisa Angelina) fizeram um pequeno pout-porri das peças apresentadas pelo Grupo de Teatro ao longo dos seus 30 anos. E ao encerramento da solenidade, todos os atuais integrantes do NEA reuniram-se no palco para cantar a música “Arte”, simbolizando a essência do trabalho da instituição.

Registramos ainda que os mesmos Clowneanos citados acima e ainda Davi Nunes, Luísa Nunes e o mais novo integrante Tiago recepcionaram o público, em sua chegada, com brincadeiras e distribuição da edição especial do NEAnews.

 

Novo teatro homenageia Altina Quadros

O novo auditório do NEA é denominado “Teatro Altina Quadros”. A homenageada é avó desencarnada do tesoureiro do NEA, Rogério Silva. Nascida em 19 de dezembro de 1903, D. Altina retornou ao mundo espiritual no dia 27 de julho de 1992, aos 88 anos. Médium de extraordinário potencial de cura, foi fundadora do Centro Espírita Fé, Esperança e Caridade de Jesus (CEFECJ), onde dedicou quase 50 anos para o trabalho de atendimento aos necessitados de ordem material e espiritual. Valorizava a arte como aliada à Doutrina Espírita, escrevendo muitas poesias, letras de músicas e peças teatrais. Era frequente, durante suas inúmeras gestões como presidente, a realização de apresentações artísticas das crianças e jovens no pequeno salão da casa. Entre 1985 e 1987, o CEFECJ realizou a “Semana da Arte Espírita”, um evento inédito em Santa Catarina e que foi um dos fatos precursores da fundação do próprio NEA.