A Morta que Nao Morreu

A Morta que Não Morreu

 

Dona Candoca, moradora da Barra da Lagoa, tida como morta, na verdade não morreu. Teve um desprendimento e no mundo espiritual reencontrou velhos amigos já desencarnados. Uma entidade espiritual transmite-lhe um recado que deveria ser dado a Vadinho, um advogado vizinho de Candoca. Ao retornar ao corpo físico, a “ressuscitada” provoca o maior rebuliço no seu velório. E as surpreendentes revelações a respeito do Dr. Vadinho o abalam profundamente, levando-o a modificar radicalmente sua vida.

Texto: Adaptação de uma história da peça “Folhetim”, de Hamilton Saraiva e Alberto Centurião.
Direção: Merly Costa
Coreografia: Renata V. Behr
Atores: (Em diversas montagens) Merly Natália Costa, Percival Callado Flores Filho, Jean João Ramos, Carine S. Fernandes, Aline S. Fernandes, Luis S. Juttel, Alexsandra M. Silva, Rogério F. Silva, Luis S. Fernandes, Ricardo Willians, Rosinete A. Conceição, Ana Luiza da Luz, Gabriel Dias, Silvestre Aguiar e Israel R. de Souza.
Estréia: 15/08/1998 – Enarte – Itajaí/SC

Outras apresentações:
21/08/1998 – SEEDE
28/11/1998 – CONREJE – Colégio Getúlio Vargas
05/12/1998 – Teatro Adolpho Melo
10/04/1999 – Clube Sete de Setembro – Palhoça
01/08/1999 – Lar de Zulma
06/11/1999 – Clube 12 de Agosto
18/06/2000 – Concha da Unisul – Tubarão
19/06/2000 – Braço do Norte
28/10/2000 – Fundação Catarinense de Educação Especial
13/04/2003 – Teatro Adolpho Melo